FARMAIS MANIPULAÇÃO
Product ID: 3235
Product SKU: 3235
New In stock />
CT-2 Colágeno Tipo II 40mg 30 Cápsulas

CT-2 Colágeno Tipo II 40mg 30 Cápsulas

Marca: FARMAIS MANIPULAÇÃO

 
Simulador de Frete
- Calcular frete
Frete Grátis Nas compras acima de R$ 120,00.

CT-2 Colágeno Tipo II 40mg 30 Cápsulas

PROPRIEDADES DO CT-2:

Duas vezes mais ativo do que a condroitina associada à glucosamina, o colágeno tipo II é a principal proteína estrutural na cartilagem, responsável pela sua resistência, tração e firmeza. Derivado de cartilagem de frango, consiste em colágeno tipo II não desnaturado, que age juntamente com o sistema imunológico para manter as articulações saudáveis, promovendo sua mobilidade e flexibilidade, e prevenindo e reduzindo casos de inflamações e lesões. As articulações são as conexões existentes entre os ossos, que permitem a mobilidade e flexibilidade dos movimentos, ou seja, quadril, joelho, ombro, cotovelo, tornozelo, dedos, punho, entre outras. Elas são compostas de cartilagem, ligamentos, tendões, bursas (sacos de líquido que ajudam a amortecer ossos e músculos) e também pela membrana sinovial (camada que secreta o líquido sinovial para lubrificar a articulação).
Qualquer uma dessas estruturas pode ficar irritada ou inflamada, em resposta a uma variedade de doenças, distúrbios ou movimento muscular. E isso pode causar as dores articulares, definidas por sintomas como: sensação de desconforto, inflamação, rigidez ou incômodo, que dependendo da gravidade pode limitar as atividades do dia a dia. A dor pode ser súbita ou crônica. Esta última decorre de doenças como a osteoartrite (OA) caracterizada pela degeneração da articulação como um todo, com alterações na cartilagem, Líquido sinovial, tendões, ossos, além de atividade inflamatória aumentada.

COLAGENO TIPO II NA PREVENÇÃO DE DOENÇAS ARTICULARES:

A suplementação diária de colágeno tipo II é indicada para prevenir as doenças articulares em atletas, obesos e pessoas que tenham histórico familiar de algum problema nas articulações. Segundo estudo da Journal of the International Society of Sports Nutrition, de 2013, que avaliou a eficácia e a tolerabilidade do ativo em indivíduos saudáveis, o colágeno tipo II demonstrou melhora na extensão articular do joelho, prolongou o período livre de dor nas articulações e aliviou o desconforto que surge ocasionalmente em atividades físicas.
O colágeno é uma proteína fibrosa presente na pele, tendões, ossos, dentes, vasos sanguíneos, intestinos e cartilagens, correspondendo a 30% da proteína total e a 6% em peso do corpo humano. Também é encontrado em diversos tecidos de animais. o colágeno do tipo II, não-desnaturado, derivado da cartilagem de frango. O colágeno tipo II age juntamente com o sistema imunológico para tratamento das articulações. Atua na desaceleração da destruição articular e diminui a inflamação, aumentando a adesão do paciente ao tratamento pela pequena dosagem, melhora a mobilidade e a flexibilidade das articulações.
O colágeno tipo II é capaz de dessensibilizar o sistema imunológico. Desta forma previne o “ataque” autoimune às nossas cartilagens. Por consequência há um bloqueio da inflamação, sem a qual o paciente não apresenta mais o quadro de dor. Quando o organismo não ataca mais exacerbadamente as cartilagens, é reestabelecida a homeostase entre quebra e síntese do colágeno tipo II, devolvendo a mobilidade e o conforto ao paciente, promovendo melhora da qualidade de vida.

COLÁGENO TIPO II NO ENVELHECIMENTO

À medida que envelhecemos, nosso organismo diminui a produção de colágeno. Estudos estimam que, a partir dos 30 anos de idade, ocorre uma redução de 1% na produção anual dessa proteína. Para mulheres que passaram pela menopausa, essa taxa pode atingir valores de até 2%. O colágeno tipo II é essencial no tratamento de doenças que atingem as articulações, e é de fundamental importância cuidar e fazer visitas periódicas a um profissional especializado e certificado. Um diagnóstico precoce pode ser fundamental no tratamento e prevenção de certas doenças. Tão importante quanto adotar a suplementação de colágeno à dieta após uma certa idade, o consumo de antioxidantes é fundamental para garantir sua fixação, otimizar seu desempenho, e evitar o desgaste de células e articulações.

INDICAÇÃO

  • Artrose e Osteoartrose;
  • Artrite e Osteoartrite;
  • Artrite reumatoide;
  • Poliartrite reumatoide juvenil;
  • Lesão articular;
  • Lesão da cartilagem.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.